Linha GigaLAN Green da Furukawa compõe a rede da nova planta sustentável da Biotrop, em Curitiba

Cabo GigaLan Green

Com materiais sustentáveis inovadores, a Furukawa, líder em soluções de infraestrutura de rede, faz projeto de conectividade da nova fábrica da Biotrop, que atua no setor de agronegócio. 

A Furukawa Electric LatAm, multinacional japonesa de destaque em soluções de infraestrutura de rede, foi responsável pelo projeto de conectividade da nova planta fabril da Biotrop – Total Biotecnologia, em Curitiba, cujo objetivo era construir uma fábrica com apenas soluções sustentáveis. 

A Biotrop, fornecedora de tecnologia biológica para o setor agrícola, buscou as soluções de cabeamento GigaLAN Green, da Furukawa, que possuem capas feitas de bioplástico proveniente da cana-de-açúcar, para a instalação de sua linha. A cana-de-açúcar absorve e retém carbono durante o plantio e evita a emissão de CO2 ao longo do processo de produção da capa dos cabos, ao contrário da produção de capas de plástico, que são derivadas do petróleo. 

Foram instalados na nova fábrica 350 pontos de rede com cabos Cat 6 dessa linha, que possuem o composto LSZH-3 (Low Smoke Zero Halogen) em suas capas. Esse composto não libera gases tóxicos durante a queima e produz pouca fumaça, além de não propagar as chamas em caso de incêndio. Essas atribuições fazem da linha GigaLAN Green uma escolha mais segura para ambientes fechados ou com grande circulação de pessoas. 

“A fumaça, contendo gases tóxicos, é a maior causadora de danos às pessoas, em caso de incêndio. Estatísticas do Corpo de Bombeiros mostram que a maioria das mortes em incêndios decorre da grande quantidade de fumaça, que dificulta a visibilidade e, consequentemente, a fuga e o resgate das pessoas, além da intoxicação por gases tóxicos contidos na fumaça. Por isso, os cabos com proteção LSZH-3 são os mais indicados, afirma Eduardo Tanaka, Market Manager na Furukawa. 

A rede LAN atenderá na fábrica aos serviços de rede, CFTV, controle de acesso, Rede Wireless e sistema de vídeo. Além disso, foi feita também a instalação de backbone óptico multimodo OM3 em anel interligando os racks e backbone preparados para tráfego de 10G, sendo também uma escolha pautada na sustentabilidade pois a fibra óptica garante economia de energia elétrica em comparação à rede metálica e evita trocas frequentes de equipamentos por ser uma tecnologia à prova de futuro. 

“A parceria estratégica com a Furukawa no Projeto de Rede da Biotrop, em nossa nova planta de multiplicação de bactérias em Curitiba, trouxe diferenciais notáveis, especialmente com a instalação do Cabo GigaLAN Green. Além de atender às normas da ABNT, a escolha do GigaLAN Green não apenas elevou a confiabilidade e velocidade da nossa infraestrutura de rede, mas também reforçou nosso compromisso com práticas ambientalmente responsáveis, que são um dos principais valores da companhia. A parceria com a Furukawa não apenas fortaleceu nossa conectividade, mas também trouxe inovação e respeito ao meio ambiente”, afirma Cleverson Mickosz do Nascimento, Gerente de Tecnologia da Informação, da Biotrop.